segundo Trabalho

aluno: Marcelo Figueiredo Barbosa Júnior
assunto: altoria

OpenOffice.org Impress

O OpenOffice.org Impress é um programa de apresentação de slides ou transparências similar em capacidades ao Microsoft PowerPoint. Além das capacidades comuns de preparo de apresentações, ele é capaz de exportá-las no formato Adobe Flash (SWF) isto a partir da versão 2.0, permitindo que ela seja visualizada em qualquer computador com o Flash Player instalado. O Impress, porém, sofre da falta de modelos de apresentações prontos sendo necessário o uso de modelos criados por terceiros.

Microsoft Excel

O Excel oferece muitos ajustes na interface ao usuário em relação às mais primitivas planilhas eletrônicas; entretanto, a essência continua a mesma da planilha eletrônica original, o VisiCalc: as células são organizadas em linhas e colunas, e contêm dados ou fórmulas com referências relativas ou absolutas às outras células.
O Excel foi o primeiro programa de seu tipo a permitir ao usuário definir a aparência das planilhas (fontes, atributos de caractere e aparência da célula). Também introduziu recomputação inteligente de células, na qual apenas céluas dependentes da célula a ser modificada são atualizadas (programas anteriores recomputavam tudo o tempo todo ou aguardavam um comando específico do usuário). O Excel tem capacidades avançadas de construção de gráficos.
A funcionalidade de automação provida pelo VBA fez com que o Excel se tornasse um alvo para vírus de macro. Esse foi um problema sério no mundo corporativo até os produtos anti-vírus começarem a detectar tais vírus. A Microsoft adotou tardiamente medidas para previnir o mau uso com a adição da capacidade de desativar as macros completamente, de ativar as macros apenas quando se abre uma pasta de trabalho ou confiar em todas as macros assinadas com um certificado confiável.

Finder

O Finder é o primeiro programa com o qual o usuário interage (depois do login), pois é ele quem gere o desktop e mostra os diferentes discos disponíveis. Trata-se de um programa como outro qualquer, e por isso pode ser fechado (terminado) (tem-se assim um desktop virgem) com a ajuda de uma pequena manipulação dos arquivos de configuração.

Contrariamente aos gerenciadores de arquivos encontrados em sistemas GNU/Linux ou Windows, o Finder não mostra nenhuma barra de endereços. No entanto, a gestão do drag-and-drop é presente na quase totalidade dos programas, o que torna inútil copiar os caminhos de acesso dos arquivos do explorador; encontra-se aqui completamente a filosofia da Apple e seu desejo de tornar as coisas mais simples e, ao mesmo tempo, garantir um produto funcional.

O Finder implementa ainda o motor de buscas Spotlight, graças a uma barra de busca integrada na janela, permitindo uma busca rápida de todos os tipos de documento em todos os discos a uma velocidade surpreendente.

No entanto, um certo número de usuários do Mac consideram-no simplista demais, e preferem um programa talvez mais completo. Assim, alguns programas concorrentes apareceram, e podem substituir o Finder completamente.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License