SISTEMA HIPERMÍDIA

CONCEITO

Mistura de diferentes tipos de linguagens de informação (texto, áudio, vídeo, gráfico, animação, etc.). Proporcionando a interatividade do usurário com a informação, podendo ter acesso a diversas informações ao mesmo tempo. O usuário não precisa seguir uma seqüência pré-determinada (Não-Linear).

MOTIVAÇÃO

A motivação para o surgimento da hipermídia vem acompanhada da evolução histórica dos sistemas computacionais. Nesta evolução, são incluídos o uso destes sistemas, o volume de informação gerada e as necessidades de troca e compartilhamento dos dados produzidos.
A primeira questão levantada por Bush é o crescimento no volume de informação, implicando na sua difícil obtenção pelas pessoas interessadas.
Entretanto, o ato de disponibilizar a informação não se traduz diretamente em facilidade de obtenção por todos. A sugestão de Bush é uma melhoria na organização da informação, de modo mais intuitivo, utilizando para tanto a forma de armazenamento por associação do cérebro humano. Segundo Bush , seria a idéia das associações das quais utilizamos para representar uma informação a partir do que já sabemos, construindo assim um conhecimento
Procurando outros fatores motivadores, temos em Halasz o desenvolvimento de um sistema hipermídia que tinha, segundo os autores, o intento de auxiliar o trabalho de manipulação de idéias. Vemos então, que as necessidades dos trabalhos criativos, se destacando entre estes os colaborativos, tiveram também importante papel motivador ao desenvolvimento da tecnologia hipermídia. Isso parece claro, pois o trabalho colaborativo, requer, além do suporte à atividade criativa, esforço extra na manipulação e representação das idéias provenientes dessa atividade.

EVOLUÇÃO

Em Bush temos a proposição de um formato de documento hipermídia denominado Memex. O mecanismo de funcionamento do formato proposto era de natureza física (analógica) e centralizada. Relacionando com o conceito de hipermídia, temos com Ted Nelson-1965, o surgimento da conceituação do hipertexto. Continuando, vemos em Halasz a descrição de um sistema caracterizado como de segunda geração, sendo destinado a obtenção de documentos de mídias de natureza distintas, denominado Notecards. Este sistema é baseado em informações digitais, com a característica de ser proprietário, fato que lhe impõe restrições, especialmente no que diz respeito à interação com outros ambientes já existentes. Mais recentemente vem o padrão HyTime, o qual propõe uma forma padronizada de relação entre objetos de dados, que podem ser definidos em notações diferentes.
A evolução da tecnologia hipermídia veio acompanhada e influenciada pela descentralização tanto no armazenamento de dados como no processamento dos mesmos. A referida mudança teve reflexos no formato dos documentos e na arquitetura dos sistemas hipermídia a serem desenvolvidos.

CARACTERIZAÇÃO

A definição dos conceitos de hipertexto e multimídia são necessárias à caracterização de um sistema hipermídia. A seguir são apresentadas algumas definições:
Hipertexto: como citado anteriomente na evolução histórica, em Ted Nelson, este conceito caracteriza ligações arbitrárias entre documentos, definindo uma estrutura associativa definida pelo autor do material.
Multimídia: é o termo utilizado para descrever a utilização de diversos tipos de mídias para representação, registro e uso da informação.
Passando agora ao sistema hipermídia. Relacionamos abaixo os recursos adicionais sugeridos por Halasz para um sistema deste tipo.

1. Melhores mecanismos de busca e consulta;
2. Necessidade de nós compostos: nós com informação semântica associada, mais próximos dos conceitos de classes e objetos;
3. Estruturas virtuais, isto é, ligações (links) que implementam conceitos semelhantes ao conceito de visão de um banco de dados;
4. Computação na rede hipermídia;
5. Controle de versão;
6. Suporte ao trabalho cooperativo;
7. Possibilidade de extensão e customização, isto é, acrescentar recursos (extensão) e ajustar a rede para um domínio em particular (customização).

REFERÊNCIAS:
[1] Bush, V. - As we may think, The Atlantic Monthly, July 1945.
[2] Halasz, F. G. - Reflections on NoteCards: Seven issues for the next generation of hypermedia systems, Communications of the ACM 31(7), pp.836-852, July 1988

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License